.

.

.

.

.

.

Quatro réus de tragédia na Boate Kiss vão a júri popular em Santa Maria

|

Quatro réus de tragédia na Boate Kiss vão a júri popular em Santa Maria

Quatro réus do incêndio que matou 242 pessoas na Boate Kiss em janeiro de 2013 vão a júri popular na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. O juiz Ulysses Fonseca Louzada anunciou a decisão nesta quarta-feira (27). Sete pessoas da comunidade de Santa Maria vão julgar os sócios casa de eventos, Elissandro Callegaro Spohr e Mauro Londero Hoffmann, e os músicos da banda Gurizada Fandangueira, Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Bonilha Leão. Na decisão de 195 páginas, o juiz cita o teto altamente inflamável da boate como evidência do crime. 

Ele ainda responsabiliza os sócios da boate por manter "a casa noturna superlotada, sem condições de evacuação e segurança contra fatos dessa natureza, bem como equipe de funcionários sem treinamento obrigatório, além de prévia e genericamente ordenarem aos seguranças que impedissem a saída das pessoas do recinto sem pagamento das despesas de consumo da boate, revelando total indiferença e desprezo pela vida e pela segurança dos frequentadores do local, assumindo assim o risco de matar". 

Ulysses também culpa o vocalista e o produtor da banda por acionar fogos de artifício "que sabiam se destinar a uso em ambiente externos". Ele ainda aponta que ambos saíram do local "sem alertar público sobre o fogo e a necessidade de evacuação, mesmo podendo fazê-lo, já que tinham acesso fácil ao sistema de som da boate; assim que revelaram total indiferença com a segurança e a vida das pessoas, assumindo o risco de matá-las". (Bahia Notícias) 

 

©2011 NOTÍCIAS DE UBATÃ ::: Conectado com Você !!! | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Ubatahosting