.

.

.

.

.

.

santa rosa

Ubatã: Professor e assessor da PMU desmente publicações sobre acúmulo de cargos

|

Professor comentou acusações publicadas
Foto/Reprodução Facebook
O professor de redação e assessor da Prefeitura Municipal de Ubatã, Samy Santos, desmentiu uma publicação feita pelo site e jornal Tribuna da Região acerca de uma possível acumulação ilegal de cargos. Segundo a publicação, o ubatense cumpre 80 horas semanais, nos cargos de professor nível 1, Assessor de Imprensa, Assessor Direto da prefeita, além de prestar serviços a uma escola particular.

Em nota de repúdio publicada em sua rede social, Samy afirmou que é concursado como professor do município com carga horária de 20h, mas não vem atuando no momento, tampouco recebendo os proventos do magistério municipal, tendo em vista estar ocupando 01 cargo de Assessor Especial, diferente dos 02 cargos de assessores da publicação do Tribuna. O docente ainda destacou que atua como professor em Ipiaú, em horário compatível com a sua carga horária no município. Segundo Samy, sua carga horária total somada não chega a 60h.

Nas últimas semanas alguns veículos de comunicação têm publicado matérias contra a gestão da prefeita Simeia Queiroz e seu grupo político. As publicações tem trazido acusações infundadas, por vezes caluniosas e difamatórias. Dessa vez, a matéria traz como fonte uma “suposta denúncia da oposição”, o que foi classificado por muitos como uma possível estratégia política.

Em contato com a imprensa local, Samy afirmou que estará nesta segunda-feira (15) registrando uma queixa contra o site, assim como contra os propagadores da publicação. Após a queixa, o ubatense também estará acionando seu jurídico, para adotar as providências judiciais cabíveis, em sede de reparação de dano. (Notícias de Ubatã)

 

©2011 NOTÍCIAS DE UBATÃ ::: Conectado com Você !!! | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Ubatahosting