.

.

.

.

.

.

Bebê de três meses é internado em UTI com agulhas na cabeça após ritual religioso

|

Bebê de três meses é internado em UTI com agulhas na cabeça após ritual religioso
Um bebê de três meses foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal da Santa Casa de Rondonópolis (MT) com agulhas no corpo. De acordo com o G1, os objetos teriam sido introduzidos por uma mulher depois de um suposto ritual religioso. A mulher e o pai da criança, de 27 anos, foram presos. O crime ocorreu em São Pedro da Cipa (MT). 

Um exame de Raio-X apontou que a criança tinha quatro agulhas no corpo: três na cabeça e uma no abdômen. Segundo a equipe médica do hospital, o estado de saúde do bebê é estável. Os médicos tentaram remover as agulhas introduzidas na cabeça da criança, mas o procedimento não teve sucesso. Ela permanece recebendo cuidado intensivo e passando por exames. 

Os médicos informaram que só tentarão retirar as agulhas novamente depois que a vítima apresentar evolução no caso. Conforme a publicação, o Conselho Tutelar encaminhou à Polícia Civil na segunda (12) uma denúncia de maus-tratos. “Descobriram que o bebê estava com agulhas no corpo. Fizemos a prisão do pai que é suspeito de envolvimento e de uma mulher que teria feito a inserção das agulhas no corpo da criança. A mãe também está envolvida”, contou o delegado Marcelo Melo de Laet, responsável pelo caso. Com apenas 17 anos, a mãe foi detida e entregue ao Conselho Tutelar. 

De acordo com a polícia, os suspeitos informaram que "estavam entregando a criança para Deus". Os pais teriam recebido uma quantia de R$ 250 para permitir que a criança passasse pelo procedimento. O pai e a mulher devem responder por tentativa de homicídio e corrupção de menores, porque a mãe do bebê é adolescente. (B.N.)

 

©2011 NOTÍCIAS DE UBATÃ ::: Conectado com Você !!! | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Ubatahosting