.

.

.

.

.

.

Multidão acompanha sepultamento de policial morto em Valença

|

Soldado da PM foi enterrado na tarde dessa segunda-feira (Foto: Reprodução/TV Bahia).
As ruas do município de Valença, no baixo sul da Bahia, ficaram lotadas no final da tarde desta segunda-feira (26). Sob forte comoção, centenas de pessoas acompanharam o cortejo fúnebre que que marcou a despedida de Rogério Souza da Silva, de 32 anos, soldado da PM morto após ser reconhecido por bandidos enquanto levantava informações de uma denúncia para o serviço de inteligência da 33ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Valença). O corpo do PM foi velado na Câmara Municipal de Vereadores, que fica na região do Terminal Hidroviário da cidade. Às margens do Rio Una, os moradores se espremiam para o último adeus ao policial que deixou esposa e um filho de sete anos. Da Câmara de Vereadores, o corpo seguiu em cortejo fúnebre até o cemitério municipal Alto do Campinho. Durante o trajeto, de quase dois quilômetros, o caixão foi carregado por colegas de trabalho. Durante o enterro, a emoção tomou conta de amigos e familiares.
Policial foi morto trabalhava no Serviço de Inteligência da 33ª CIPM.
O soldado da 33ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foi morto a tiros por criminosos que o reconheceram como PM quando ele e outro soldado estavam no bairro do Tento, na cidade de Valença. De acordo com a polícia, o crime ocorreu por volta das 23h de domingo (25), quando os policiais estavam no local em serviço, mas sem farda, fazendo levantamento de informações de uma denúncia para o serviço de inteligência da unidade. (G1)

 

©2011 NOTÍCIAS DE UBATÃ ::: Conectado com Você !!! | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Ubatahosting