.

.

.

.

.

.

santa rosa

Temer diz que Joesley fez 'crime perfeito' e anuncia que vai pedir suspensão de inquérito

|

Temer diz que Joesley fez 'crime perfeito' e anuncia que vai pedir suspensão de inquérito
O presidente Michel Temer fez um segundo pronunciamento na tarde deste sábado (20) sobre as delações premiadas dos executivos da empresa JBS. Em sua fala, ele disse que o executivo Joesley Batista cometeu o “crime perfeito” e anunciou que a sua defesa vai entrar com um pedido no Supremo Tribunal Federal para suspender o inquérito contra ele. Temer fez duras críticas ao empresário e ao fato dele ter sido liberado pela Justiça. “O autor do grampo está livre e solto nas ruas de Nova York. Ele não passou um dia na cadeia”, bradou. Ele citou a matéria do jornal Folha de S. Paulo publicada nesta sexta-feira (19) em que peritos apontam a existência de pelo menos 50 cortes na gravação gravada entre Joesley e Temer. Com base na reportagem, ele criticou a divulgação do áudio por conta dos problemas acarretados à economia do país e questionou os interesses por trás da investigação. “Essa gravação clandestina foi manipulada e adulterada com objetivos nitidamente subterrâneos. Incluída no inquérito sem a devida averiguação, ela levou muitas pessoas ao engano induzido e levou grave prejuízo ao Brasil. Por isso, no dia de hoje, estamos entrando com petição no Supremo Tribunal Federal para suspender o inquérito proposto até que seja verificada em definitivo a autenticidade da gravação”, pontuou. Temer lembrou outras notícias divulgadas nos últimos dias para argumentar que a JBS lucrou com o caso. “A notícia foi vazada por gente ligada ao grupo empresarial. Antes a empresa comprou um 1 bilhão de dólares porque sabia que siso provocaria o caos no câmbio. Por outro lado, sabendo que a divulgação da gravação derrubaria as ações da empresa, tirou as ações da bolsa”, acusou.(Bahia Notícias)

 

©2011 NOTÍCIAS DE UBATÃ ::: Conectado com Você !!! | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Ubatahosting