.

.

.

.

.

.

Movimento Pró Município levou prefeitos baianos até a Assembleia Legislativa

|

Movimento reuniu centenas de prefeitos baianos em Salvador nesta quinta-feira.
Na estimativa da União dos Municípios da Bahia-UPB foram mais de 350 prefeituras baianas que fecharam as portas nesta quinta-feira, 26, para denunciar a grave crise financeira que afeta os municípios. O Movimento Pró Município em Salvador, levou prefeitos e seus acompanhantes até a Assembleia Legislativa do Estado onde foi realizada uma sessão especial abordando as pautas estaduais. Ainda na sessão da ALBA os prefeitos solicitaram o acompanhamento do estudo que está sendo feito pelo Tribunal de Contas dos Municípios para a retirada dos programas federais do cálculo do índice de gasto com pessoal. De acordo com a UPB, tribunais de outros estados já não computam as despesas criadas pela União e executadas pelas prefeituras. À tarde, uma nova reunião com senadores e deputados federais na sede da UPB apresentou a pauta nacional e discute a queda de cerca de 40% no repasse ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM). A alegação dos gestores municipais é de que estão sem condições de pagar a folha de pessoal e manter serviços de saúde, educação e assistência social. “Os municípios não passam de burro de carga da União e dos estados. Mas a carga está tão pesada que não conseguem mais carregar”, reclamou o presidente da UPB e prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro.

 

©2011 NOTÍCIAS DE UBATÃ ::: Conectado com Você !!! | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Ubatahosting