.

.

.

.

.

.

Vitória leva multa, mas escapa de exclusão e rebaixamento; seis atletas são punidos

|

Quatro atletas rubro-negros e dois tricolores foram punidos e estão fora do Baianão - Foto: Margarida Neide l Ag. A TARDE l 18.02.2018
Evento mais aguardado do futebol baiano desde o conturbado Ba-Vi do último dia 18, o julgamento no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-BA), na noite desta terça-feira, 27, pelas ocorrências no clássico não trouxe consequências mais graves àquele que corria o maior risco de pesada sanção: o Vitória.

O clube acabou escapando das penas maiores na acusação de ter forçado o final precoce da partida por número insuficiente de jogadores em campo. Entre as punições previstas, estavam a exclusão do Campeonato Baiano e o rebaixamento na competição. No fim, levou multa de R$ 100 mil.

Relator do processo, Maurício Saporito afirmou que a procuradoria não apresentou provas de que o técnico Vagner Mancini teria orientado o zagueiro Bruno Bispo a forçar o segundo cartão amarelo. Segundo ele, a procuradoria deveria ter encomendado leitura labial, pois as exibidas em programas de TV não entraram como prova. Só um dos auditores votou pela exclusão da equipe; outro pediu absolvição e os dois demais definiram a multa. Todos os citados no caso (Mancini, o supervisor Mário Silva, além dos atletas Ramon, André Lima e Bruno Bispo) foram absolvidos.

 

©2011 NOTÍCIAS DE UBATÃ ::: Conectado com Você !!! | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Ubatahosting