.

.

.

.

.

.

Caso Marielle: PC diz não haver indícios de que carro encontrado em MG foi usado no crime

|

Caso Marielle: PC diz não haver indícios de que carro encontrado em MG foi usado no crime
A Polícia Civil de Minas Gerais ouviu neste domingo (18) o dono do carro apreendido por suspeita de ter sido usado no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes, na última quarta-feira (14), no Centro do Rio de Janeiro. O veículo, um Renault Logan de cor prata, é do mesmo modelo e cor daquele usado pelos criminosos na execução. O delegado Gutemberg Souza Filho, no entanto, disse que não há indícios de que o veículo encontrado é o mesmo captado pelas imagens de câmeras de segurança - embora a placa do veículo achado em Ubá seja do Rio de Janeiro. De acordo com o Uol, a Polícia Civil mineira informou que o dono do veículo encontrado é um homem com passagens por prisões em flagrantes por tráfico de drogas, mas não era foragido da Justiça. O homem é de Ubá e responde pelos crimes em liberdade. Segundo a investigação, ele se contradisse ao afirmar inicialmente que teria comprado o veículo em uma loja em Ipanema, na zona sul do Rio, e depois disse que o comprou na Barra da Tijuca. O depoimento completo não foi divulgado pela polícia. O carro de Marielle foi atingido por nove tiros em uma ação que teria sido premeditada, conforme investigação da polícia. A parlamentar foi atingida com quatro tiros na cabeça. O motorista foi atingido nas costas, por estar na linha dos tiros. Além do Logan, um carro GM Cobalt participou da perseguição que resultou na execução da vereadora.(B.N)

 

©2011 NOTÍCIAS DE UBATÃ ::: Conectado com Você !!! | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Ubatahosting