.

.

.

.

.

.

Petroleiros da Bahia aderem a greve de 72 horas e fazem atos em seis cidades; confira

|

Petroleiros da Bahia aderem a greve de 72 horas e fazem atos em seis cidades; confira
Os petroleiros aderiram à greve de 72h da categoria, que ocorre em pelo menos mais 12 estados do país. Na Bahia, o Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro) aderiu ao movimento e faz diversas manifestações no estado, incluindo um ato em frente à sede da Petrobras na Avenida ACM. A Superintendência de Transito de Salvador (Transalvador) não tem registro da manifestação. O Centro Integrado de Comunicações (Cicom) aponta que desde às 6h47 um grupo de cerca de 50 pessoas participa da manifesta em frente à sede da Petrobras. A 13ª CIPM (CIPM/Pituba), que acompanha o protesto, garante que o ato é pacífico e até o momento ñão interfere no tráfego da região. Outros movimentos são realizados no interior do Estado, em Pojuca, em Madre de Deus, Itabuna, Camaçari e na refinaria Landulpho Alves, em São Francisco do Conde. Dentre as reivindicações do movimento estão a redução dos preços dos combustíveis e gás de cozinha, retomada da produção das refinarias brasileiras com manutenção dos empregos dos petroleiros, fim das importações de derivados de petróleo, não às privatizações e ao desmonte da Petrobras e a demissão do atual presidente da empresa, Pedro Parente. A Refinaria Landulpho Alves, que fica em São Francisco do Conde, opera apenas com 53% da sua capacidade. O país, como um todo, opera com 68% da capacidade instalada. Os petroleiros são contra a nova política de preço dos combustíveis que, de acordo com eles, é responsável por reduzir a carga de refino do país e aumentar o preço dos combustíveis e gás de cozinha. A Federação Únifca dos Petroleiros (FUP), entidade nacional de representação da categoria, alerta que a greve por tempo indeterminado foi deliberada e pode ser deflagrada a qualquer momento.

 

©2011 NOTÍCIAS DE UBATÃ ::: Conectado com Você !!! | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Ubatahosting