.

.

.

.

.

.

TSE manda produtores de Roger Waters apresentarem defesa em ação de Bolsonaro contra Haddad

|

Roger Waters durante show da turnê pelo no Brasil — Foto: Giuliano Gomes/PR Press

O ministro Jorge Mussi, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou que os produtores do show de Roger Waters, ex-integrante da banda Pink Floyd, no Brasil, apresentem suas defesas na ação proposta pela coligação do candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) que pede a inelegibilidade do adversário, Fernando Haddad (PT).

Segundo a coligação de Bolsonaro, houve propaganda irregular em favor do petista durante shows do cantor. Segundo a ação, Roger Waters fez um "gigantesco show" em São Paulo, no qual veiculou no telão a mensagem "#ELE NÃO", que se tornou "instrumento de campanha negativa contra o candidato Jair Bolsonaro". Além disso, diz que houve manifestações políticas em shows em Brasília e Minas Gerais.

A ação pede que Haddad e a candidata a vice, Manuela D'Ávila (PCdoB), sejam declarados inelegíveis por oito anos.

O ministro determinou que os produtores do show e os candidatos apresentem suas defesas. Após a análise, o relator pode decidir se dá prosseguimento ou não à investigação. (G1)

 

©2011 NOTÍCIAS DE UBATÃ ::: Conectado com Você !!! | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Ubatahosting