.

.

Número de acidentes nas rodovias federais da Bahia cai mais de 66% em 5 anos, diz CNT

|

Número de acidentes nas rodovias federais da Bahia cai mais de 66% em 5 anos, diz CNT
Em cinco anos, o número de acidentes nas rodovias federais da Bahia sofreu uma queda de 66,6%, ao passar de 10.405 em 2014 para 3.468 em 2019, conforme dados divulgados no Painel de Acidentes Rodoviários, da Confederação Nacional de Transporte (CNT).

De 2018 para 2019, porém, a redução foi mais tímida: 2,17%. O dado divulgado pela CNT, ainda assim, manteve a tendência de queda do número de acidentes nas estradas federais baianas pelo quinto ano consecutivo.

Por outro lado, o número de mortes nas rodovias federais em território baiano aumentou no último ano. Enquanto 2018 registrou 456 vítimas fatais, o dado chegou a 476 óbitos em 2019: um crescimento de 4,39%.

A BR-116, com 939 km de extensão no estado, é a rodovia federal “campeã” no número de casos em território baiano, com 874 registros, seguida da BR-101, que registrou 819 episódios em 954 km de extensão. A BR-324 fecha o “pódio” dos acidentes no estado, com 692 registros.
Esse ranking pode ser facilmente justificado pela circulação de carros nas rodovias. Enquanto a BR-324 liga as duas maiores cidades do estado, Salvador e Feira de Santana, a BR-116 e a BR-101 são duas das maiores estradas do Brasil, atravessando o país de norte a sul.

Ainda segundo o estudo da CNT, o número de acidentes é maior durante o pleno dia, mas é à noite que o índice de letalidade se destaca. Enquanto à luz do sol foram registrados 939 acidentes e 100 mortes, de noite 155 pessoas morreram nas rodovias federais da Bahia em 689 episódios registrados. (Bahia Notícias)

 

©2011 NOTÍCIAS DE UBATÃ ::: Conectado com Você !!! | Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Ubatahosting